China facilita entrada de produtos estrangeiros, com menos controle, e impulsiona vendas online

Governo chinês anuncia medidas que aceleram as operações de e-commerce

O Ministério do Comércio da China comunicou no mês de março que os bens adquiridos no exterior em operações online e distribuídos por meio de depósitos aduaneiros receberão tratamento diferenciado quanto a controles de quarentena e qualidade. Desta forma, colaboram para que os processos logísticos sejam mais fluentes e os produtos cheguem mais rápido aos consumidores.

A dimensão continental da China e sua população impõem ao país a necessidade de facilitar o acesso dos consumidores aos mais diversos produtos de consumo, desde os mais básicos como alimentos, de higiene e suplementos de saúde, até os de maior valor agregado como eletrônicos e eletrodomésticos. As estruturas de vendas online viabilizam, de forma econômica, a aquisição de tais produtos sem que os consumidores, mesmo das regiões mais remotas, tenham que se deslocar para grandes centros urbanos.

Os depósitos alfandegários encontrados em 15 cidades dentro da China continental oferecem aos lojistas a opção de entregas mais rápidas e com menor custo aos consumidores finais.

Na visão do Alibaba, a medida ajuda a manter as perspectivas de crescimento de vendas online no mercado chinês, estimado na pesquisa eMarketer chegar a US$ 157,7 bilhões em 2020.

Veja mais em Alizila.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fale Conosco

Entre em contato conosco para saber mais sobre nossas atividades

Enviando

©2019 24x7 COMUNICAÇÃO

UA-34904891-1
Translate »

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?